Conquistadores
Destaque , História / 25 de Setembro de 2018

Uma obra que recupera o papel de Portugal como pioneiro do primeiro império global. — Daily Telegraph No começo deste ano, acompanhado da minha esposa, fiz minha primeira viagem a Portugal. Sonhava, mas não imaginava, que estaria a morar aqui hoje. Mas cá estou e, não por acaso, resolvi resenhar um livro adquirido nesta viagem e que fala da história das navegações portuguesas. Visitei o imponente Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa, monumento símbolo do passado glorioso que o país teve na época das grandes navegações, e fiquei absolutamente encantado com a Rosa-dos-Ventos que adorna o espaço, exibindo as datas em que os portugueses chegaram a cada canto do globo. Mas confesso que, apesar de conhecer o passado navegador português, os nomes que me vem logo à cabeça quando penso nos descobrimentos são os de Pedro Álvares Cabral (certamente pelo fato de eu ser brasileiro), Cristóvão Colombo (me desculpem os portugueses, mas é um nome forte que me vem à cabeça), e Vasco da Gama, por ter sido o primeiro a chegar às Índias. E o que Roger Crowley me mostrou no seu ótimo Conquistadores – Como Portugal Criou o Primeiro Império Global é que os pormenores dessa história são riquíssimos, e que há…